BLOG DO ALEX MEDEIROS

30/12/2017
hai kai

Discurso pseudo estóico
esconde atrás do rincho
o vitimismo paranóico.





21/12/2017
A embaixadora da Copa da Rússia

Victoria Lopyreva é atriz, modelo, apresentadora de TV e uma das blogueiras mais populares da Rússia, com destaque em diversos veículos de comunicação da Europa.

Tem 33 anos e um currículo artístico de fazer inveja, o que levou os organizadores da Copa do Mundo de 2018 a elegê-la a embaixadora oficial do certame.

Durante as jornadas informativas do comitê organizador da Copa, a embaixadora estará presente como principal figura do cerimonial a repassar ao mundo os objetivos e metas do evento.





19/12/2017
Messi papa mais um prêmio

Enquanto a blogosfera pacheca tenta todo dia (vide os blogs esportivos do UOL e Folha) procurar motivos para cuspir ufanismo pró-Neymar e diminuir o brilho do Barcelona sem o brasileiro, mais o craque Lionel Messi mantém seu ritmo de gênio incomparável.

O argentino não pára de acumular prêmios e estabelecer novas marcas pessoais invejáveis. Ontem, recebeu mais uma vez o Troféu Pichichi de artilheiro da temporada da Espanha. E ganhou também o troféu Alfredo Di Stefano, de melhor jogador da liga.

O prêmio ao artilheiro leva o apelido de um dos maiores goleadores do futebol espanhol, Rafael Moreno Aranzadi, o "Pichichi", que atuou no Athletic Bilbao entre 1911 e 1921. Foi a quarta vez que Messi levou o troféu; ganhou também em 2010, 2012 e 2013. Quanto ao troféu Di Stefano, dispensa explicações: foi um dos 5 maiores da história, ao lado de Pelé, Cruijff, Maradona e o próprio Messi.

Enquanto isso, em Paris, o uruguaio Cavani segue sendo o protagonista do PSG. Além de artilheiro isolado, é também o mais idolatrado pela torcida do clube e pela imprensa francesa. Só não vê, quem não quer. Ou quem não lê a mídia da terra de Zidane e Platini.





16/12/2017
Hoje é dia do asteroide

Como vocês sabem, hoje é o dia da passagem de um asteróide que vai raspar nossa fronteira exosférica. A raspada, obviamente, é em escala sideral, que para as distâncias cósmicas se equivale a um ônibus da linha Rocas-Quintas em relação a um poste numa esquina de Campina Grande.
Quero aproveitar o evento espacial para lançar um desejo, depois que li notícias tratando Anitta como uma diva do rock; a eleição de melhor canção do ano para um medíocre Pablo; e a risível comparação de Renato Gaúcho com Cristiano Ronaldo.
Como não é impossível a um ônibus urbano de Natal se desviar até a Paraíba; pois basta a vontade de um motorista aliada ao combustível suficiente; peço aos guias do Universo, deuses e ETs, que desviem a porra desse asteróide diretinho pro Brasil.

 





15/12/2017
94,88% ignoram eleição pra governador

A Federação das Indústrias do RN divulgou na tarde de ontem uma pesquisa realizada pelo Instituto Consult onde foram colhidas opiniões sobre os governos federal, estadual e municipal e sobre as eleições do próximo ano.

Assim que os números caíram na rede internética, blogs de todas as cores e tendências danaram-se a fazer suas leituras, conforme o gosto do freguês, por assim dizer. Os dados preferidos para as manchetes são os da aferição para governador.

O que ninguém disse, mas eu vou logo dizendo, é que exatamente nesse ponto a pesquisa revela o fantástico nível de rejeição do eleitorado para com a classe política como um todo. O povo ignora solenemente a eleição de 2018.

Na pergunta não estimulada (quando o pesquisador não influencia o entrevistado apresentando nomes), que é a que melhor exprime um resultado real, a maioria esmagadora, 66, 82%, afirmam não saber em quem votar pra governador, enquanto 28,06% diz não votar em ninguém. A soma disso é uma porrada na cara dos partidos e políticos, 94,88%.

Nos poucos que arriscaram dizer um nome, nenhum dos citados atingiram sequer 2%. Apenas três pré-candidatos chegaram na casa de 1%, Fátima Bezerra (PT), Robinson Faria (PSD) e Carlos Eduardo (PDT). Um dado que provocou piadas nas redes sociais foi a aparição do senador gaúcho Paulo Paim como candidato a governar o RN.

Mas se servir de consolo para os interessados locais, essa enorme indiferença popular não é fenômeno apenas no RN, é tendência nacional. Mesmo sendo cedo ainda, as pesquisas por todo o País apontam que o eleitor rejeita radicalmente o processo eleitoral com a presença da velha política que lançou o Brasil na crise sem precedentes.





13/12/2017
Crescem vendas das calcinhas brancas

A marca Duloren divulgou resultado de uma pesquisa que aponta um aumento de 25% nas compras de calcinhas brancas nos últimos dias em relação a todo o resto do ano. Tradicionalmente, a cor branca é favorita nas festas de reveillon.

Segundo a tradição, a cor significa paz, e por isso a Duloren acredita que as vendas são decorrências do aumento da violência nas cidades. Em anos anteriores a cor favorita vinha sendo a amarela, que significa dinheiro e que agora está em segundo lugar.

Sinceramente, não creio nessa conversa de paz. Quem bota uma calcinha branca, como a da foto, com todos os seus significados no estudo da libido humana, está querendo é ir pra guerra.





13/12/2017
Venezuela fica ainda mais triste

A ditadura comunista venezuelana é um fato tão sem graça que o país veste luto hoje com a notícia da morte do comediante Nelson Paredes, um dos mais populares na terra das misses. Era da escola do americano Jerry Lewis.





13/12/2017
Assembleia lança sua Revista Anual

Transparência e prestação de contas em matérias especiais. Esse é o objetivo da Revista Anual da Assembleia, lançada nesta terça-feira (12) durante a sessão solene de entrega de medalhas do Mérito Legislativo, Educacional, Social e Cultural. A publicação anual é produzida pelos repórteres, fotógrafos e publicitários que compõe as Coordenadorias de Comunicação Social e Imprensa e Divulgação e reúne os principais acontecimentos da Sessão Legislativa e presta contas do trabalho dos deputados estaduais, com destaque para as ações que aproximam a Casa da sociedade.

O lançamento aconteceu durante a solenidade da entrega das medalhas do "A Revista da Assembleia promove um encontro entre os cidadãos e o legislativo estadual, entre a sociedade e a atuação parlamentar. Ao explorar as matérias, os leitores vão descobrir alguns dos principais objetivos que movem a Casa: estar próxima ao povo e concentrar olhares para os problemas reais que a população enfrenta", destacou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

A edição deste ano traz alguns diferenciais. Um deles é a própria capa, produzida a partir de uma imagem feita pelo fotógrafo Ney Douglas e ilustração da artista plástica e radialista Rita Machado, ambos servidores da Assembleia, e que retrata a aproximação entre a Casa e a sociedade. Com esse mesmo víeis grande parte das matérias trazem as ações realizadas pelo Legislativo que interiorizam o seu trabalho, a exemplo do programa Assembleia & Você.

Outras matérias destacam nas páginas da Revista da Assembleia capítulos importantes da história potiguar, como o pioneirismo das mulheres da vida pública, a origem dos símbolos oficiais do Estado e um pouco da biografia dos patronos da Casa, ou seja: dos homens e mulheres que emprestaram seus nomes para espaços e setores do legislativo potiguar.

Os números do Planejamento Estratégico da gestão e a atuação do legislativo em favor de causas sociais, a exemplo da campanha para doação de órgãos, foram transformados em textos leves e de fácil compreensão.
Com 55 páginas, a distribuição da Revista Anual da Assembleia é gratuita.





13/12/2017
Dezembro e suas crendices

É o mês de acreditar em Papai Noel; de acreditar que há harmonia familiar; de acreditar na bondade humana; de acreditar na confraternização entre amigos; de acreditar na paz dos povos; de acreditar que todas as crianças vão receber presentes; de acreditar nos sonhos de ano novo; e, principalmente, acreditar no propalado milagre de Natal.

Falar nisso, dezembro agora também é mês de acreditar num milagre para o Grêmio.





13/12/2017
Novo Star Wars é arrasa quarteirão

Do último fim de semana pra cá, foi muito mais fácil conseguir abadá dos blocos mais badalados do Carnatal do que garantir lugar na sessão de pré-estréia do filme Star Wars: Episódio VII - Os Últimos Jedi, marcada para esta quarta-feira a partir da meia-noite. Tudo lotado nas três redes de cinemas em Natal.

Se já é de um fanatismo sem fim a relação dos fãs com a saga de George Lucas, imagine o rebuliço mental com as primeiras impressões dos críticos que estão considerando o novo filme o mais bem construído e mais trepidante de todos.

No universo galáctico de 2017, fatos e imagens bem distintas da fantasia quadrinhista de quarenta anos atrás, 1977, ano de estreia da obra. Agora há meninos escravizados, animais maltratados, traficantes de drogas e milionários indecentes. Tudo uma combinação de blockbuster com marketing de emboscada, o que empurra a galera pra fila e prende nas cadeiras.

Em 153 minutos, o filme mais longo da saga começa com um terrível ataque das forças da Primeira Ordem contra a Resistência comandada pela general Leia Organa. O ritmo acelerado dos combates tem intervalos de humor quase infantil, uma fórmula usada nos filmes de super-heróis.

Porque é preciso manter o mito atraindo crianças e renovando o público. Coroas e garotos vão se divertir mais uma vez, e saberão que a saga continua com fôlego para novas gerações. Star Wars forever pra vocês!





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83