BLOG DO ALEX MEDEIROS

27/09/2017
José Dias e a importância dos 30 santos

O deputado estadual José Dias (PSDB), em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa, lembrou de sua participação no processo inicial, junto à Igreja Católica, do processo de beatificação e canonização dos protomártires de Cunhaú e Uruaçu. Beatificados no ano 2000, os diocesanos André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, mais o leigo Mateus Moreira e seus vinte e sete companheiros serão canonizados no próximo dia 15 de outubro no Vaticano, pelo Papa Francisco.

"O Rio Grande do Norte será o único Estado do Brasil com 30 santos", ressaltou o parlamentar, anunciando que estará em Roma, na Itália, para acompanhar esse momento, mas que viajará sem custos para a Assembleia Legislativa, mesmo seguindo na comitiva potiguar como representante do Legislativo. "Irei totalmente às minhas custas. A Assembleia não vai pagar a minha passagem que já comprei, nem receberei um real em ajuda de custo", explicou José Dias.

Para o deputado, a viagem terá, para ele, uma ‘significação espiritual religiosa' e a certeza de que o Rio Grande do Norte poderá se transformar no maior destino religioso do Nordeste, podendo concorrer com os grandes destinos do Brasil. "Vamos ter aqui 30 santos que neste momento de muita dificuldade deverão nos proteger", prevê Dias, anunciando a celebração de missas nos dias 28 e 29 de setembro e 4 de outubro no Santuário dos Mártires, em Uruaçu, no município de São Gonçalo do Amarante, e no dia 3 de outubro no Santuário de Nazaré, em Natal. "Rio Grande do Norte, terra de santos", encerrou o parlamentar.

Mártires

Em 16 de junho de 1645, padre André de Soveral e outros 70 fiéis foram cruelmente mortos por 200 soldados holandeses e índios potiguares. Os fiéis estavam participando da missa dominical, na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú - no município de Canguaretama. Em 3 de outubro de 1645, três meses depois, houve o massacre de Uruaçú. Padre Ambrósio Francisco Ferro foi torturado e o camponês Mateus Moreira, morto. Os invasores calvinistas não admitiam a prática da religião católica.





26/09/2017
Ezequiel discute orçamento com PGJ

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), recebeu o novo procurador-geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite. Foi a primeira visita oficial após a posse do PGJ, em junho. Na reunião, realizada na presidência, foi tratada a questão orçamentária dos Poderes. A proposta orçamentária para 2018 foi enviada pelo Governo do Estado e está em tramitação pelas comissões da Casa.

"A questão orçamentária é uma preocupação de todos os poderes e o momento pede sensibilidade de todos. A Assembleia Legislativa sempre foi parceira do Ministério Público e continuará sendo, para que possam contar conosco sempre que precisarem", afirmou o presidente do Poder Legislativo.

Ezequiel Ferreira apresentou os indicadores de gestão, que apontam para um recuo nas despesas com pessoal. O secretário Augusto Carlos Viveiros fez uma breve explanação sobre os demonstrativos e afirmou que com a reforma administrativa, que reduziu custos, a Assembleia está investindo na qualificação dos servidores.

A visita oficial também contou com a presença da deputada Larissa Rosado (PSB), do presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do RN (SINDSEMP), Luiz Felipe Paz de Almeida e do secretário-geral do sindicato, Aldo Clemente Filho.

O procurador-geral, juntamente com os servidores do MPE, levaram à Assembleia projeto de lei propondo uma recomposição salarial para o quadro de servidores, em torno de 4,5%. "Desde 2015 os servidores lutam para ter de volta essa recomposição, um direito deles e o impacto na Lei de Responsabilidade Fiscal seria muito pequeno", afirmou Eudo Rodrigues.





25/09/2017
AfD vai cutucar o calcanhar de Merkel

O candidato do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), Alexander Gauland, afirmou no domingo (24) que devolverá o país aos alemães. O AfD conquistou 13,3% dos votos nas eleições para chanceler da Alemanha, o que o credenciou a entrar pela primeira vez no Bundestag, o parlamento alemão.

"Esse governo que proteja, porque iremos atrás dele. Recuperaremos o nosso país e o nosso povo. Mudaremos esse país", afirmou Gauland em seu primeiro pronunciamento depois do fechamento das urnas na Alemanha .

Para ele, o partido obteve esses resultados graças ao seu idealismo e que pensa que as pessoas enfim terão de volta um lugar no Bundestag. Além disso, o copresidente da AfD, Jörg Meuthen, disse que o partido é "claramente a terceira força política no Bundestag".

Depois da divulgação dos resultados de boca de urna, cerca de 100 pessoas se reuniram na praça de Alexanderplatz, onde o AfD celebra o sucesso nesse pleito, gritando palavras de ordem contra o partido em meio a um forte esquema de segurança.

Criado em 2013 como um partido contrário à União Europeia, a AfD ficou fora do parlamento nas eleições do mesmo ano. Com a crise migratória e a grande chegada de refugiados no país, a legenda adicionou o discurso antieuropeu ao combate à invasão de muçulmanos no país.





25/09/2017
Audiência na AL debate empregos têxteis

A Associação dos faccionistas do Seridó (AFASE) tem participado ativamente em defesa do emprego no setor têxtil do Estado. Primeiro esteve em São José do Seridó, na quinta-feira (21), mobilizou 61 facções têxteis para o movimento em Natal na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT/RN) e no último final de semana na cidade de Parelhas.

Para a presidente da entidade, Eva Wilma Panício, a iniciativa do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) de promover uma audiência pública em defesa do emprego trará para a capital o centro do debate e a busca de um entendimento entre as partes.

"Neste momento, entendemos que o papel da Assembleia Legislativa é intermediar soluções. As instituições devem se unir em favor do emprego, e não criar uma "queda de braço". Diálogo é a palavra de ordem", conclama o deputado Ezequiel Ferreira para todos os atores envolvido na temática se façam presentes na próxima segunda-feira, dia 02 de outubro, às 9h30, no auditório da Casa Legislativa.

Além da AFASE e Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) lançou uma nota pública fazendo um chamamento para que quem esteja a frente das discussões tenha bom senso e busque o diálogo. "Pois milhares de empregos estão em risco", enfatizou Benes Leocádio, presidente da Femurn.

A celeuma envolvendo as relações de trabalho das facções têxteis com as indústrias do setor e entendimentos do MPT/RN estará no centro do debate da audiência pública convocada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

Milhares de pessoas no Rio Grande do Norte dependem dos empregos gerados pela facções têxteis e uma ação trabalhista movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-RN) pode impedir a contratação destes trabalhadores da facções têxteis pelas indústrias, além de impor uma multa de R$ 38 milhões ao Grupo Guararapes.





25/09/2017
Buraqueira urbana

Seria uma parada duríssima a disputa entre Natal e Parnamirim se houvesse (ah, se houvesse) um campeonato de buraco.

Não o buraco que anima noites em varandas e salas do litoral ou do sertão, mas o buraco que se abre na via pública e permanece aberto por dias atazanando o cidadão, enquanto as prefeituras na maioria das vezes nem toma conhecimento e providência.

A buraqueira nas ruas de Natal e Parnamirim tá virando cartão postal negativo. Dizem que em São Gonçalo não é muito diferente.





23/09/2017
Hai-kai

A doença da ideologia
nem cura com psicólogo
ENEM com sociologia.





23/09/2017
Paradoxo

Por Graco Medeiros

Geralmente quem defende a liberação de armas de fogo é visceralmente contra a liberação das drogas (maconha, por exemplo). Já os defensores do uso recreativo da cannabis, em sua grande maioria composta de pacifistas, são contra o direito do cidadão ter alguma arma de fogo para a sua autodefesa.

A meu ver, a LIBERAÇÃO de ambos os pleitos já seria um bom início para combater o monopólio do tráfico de ambos os 'baguios' (oferecidos nas 'bocas' e no mercado negro de armas de fogo, respectivamente), bem como uma grande baixa na corrupção policial e de outros agentes públicos.

Vamos começar a quebrar o espinhaço do tráfico de drogas e das armas de fogo nas mãos dos bandidos?
Pela liberação geral das 'drogas' e armas de fogo. Pelo controle estatal desses mesmos produtos.

Afinal os 'entorpecentes' e as armas, de modo geral, já estão aí, com seus traficantes de ambas as ofertas mangando da repressão inóqua e expondo o cidadão às medidas repressivas do aparato policial e jurídico.

Nessa parada, perde a sociedade, totalmente à mercê dos vagabundos ousados, enquanto o tráfico 'ilegal' de drogas e armas de fogo deita e rola. A corrupção é quem agradece.

Bora deixar de hipocrisia?!





22/09/2017
Messi, Ronaldo e Neymar na Bola de Ouro

Lionel Messi e Crisitiano Ronaldo estão de novo (parece não terminar nunca) na disputa direta pela Bola de Ouro de melhor jogador do mundo. O que mudou na relação dos 3 finalistas é que Neymar entrou no lugar do francês Griezmann, ganhador da Bola de Bronze no ano passado.

Com a conquista da Champions League pelo Real Madrid e o troféu de artilheiro da competição, o craque português é favorito a repetir o êxito de 2016. Já Messi e Neymar tentam surpreender os prognósticos com as apresentações de gala que realizaram na temporada.

Messi já venceu a Bola de Ouro cinco vezes, em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015. Ronaldo levou quatro veze, em 2008, 2013, 2014 e 2016. Neymar ficou uma vez em terceiro lugar, e não deve ser ainda agora que vai superar os dois monstros. Na presente temporada, o melhor brasileiro na Europa já é Gabriel Jesus, segundo a retropesctiva na Premier League.





20/09/2017
Watchmen vai ganhar série na HBO

Parece que agora é pra valer. E os fãs de Watchmen, uma das mais ousadas e instigantes graphic novel, levada às telas em 2009, terão, enfim, uma série de TV, produzida pela HBO.

O produtor e roteirista Damon Lindelof (um dos criadores de Lost) postou em seu Instagram que está debruçado sobre a adaptação da obra de Alan Moore e Dave Gibbons para a TV. E tudo indica que a HBO quer na série a mesma dose imaginativa da HQ e do filme.

Em 2015 (quem lembra?) a própria HBO tratou de desmentir que estaria investindo na série Watchmen, que seria supostamente dirigida pelo cineasta Zack Snyder, o mesmo que adaptou a história original para o cinema. Dessa vez, entretanto, Lindelof postou e está postado. Hurra!





20/09/2017
A luta corporal e social das mulheres árabes

Houve um tempo, entre as décadas de 30 e 70 do século XX, que as mulheres no Irã se vestiam e se comportavam com o mesmo estilo das suas semelhantes ocidentais. A partir dos anos 1960, por exemplo, a geografia humana das ruas de Teerã era povoada de lindas garotas vestindo minissaias, calçando botas cano longo e usando miçangas hippies nos braços e pescoços.

Aí em 1979 veio a intervenção religiosa e careta dos aiatolás, atirando o país nas profundezas retrógradas dos preceitos islâmicos. Um véu de atraso se estendeu sobre o Irã e as burcas foram impostas como cobertura do corpo e rosto das mulheres. Enquanto as ocidentais viviam o auge das luzes coloridas das discotecas, as iranianas perdiam a liberdade e dançavam nas trevas.

Nos países muçulmanos, as mulheres seguem tratadas como seres inferiores, o que não impede, porém, que muitas delas se levantem contra a opressão e sacrifiquem a própria vida pelo resgate de direitos perdidos ou direitos nunca antes permitidos.

Algumas se tornam célebres por fugirem do rigor árabe e tentarem a liberdade em outros países, principalmente fora do alcance da espada islâmica. Outras resistem bravamente usando o próprio corpo como bandeira, se expondo para fotógrafos do mundo no único objetivo de rejeitar a burca e outras vestimentas tradicionais.

E é em homenagem a essas mulheres muçulmanas que o Instituto Valência de Arte Moderna (IVAM), na cidade espanhola de Valência, abriu a exposição "Rebeldia: Narrações femininas no mundo árabe", destacando ao longo do tempo, desde 1950, as lutadoras de várias gerações e procedências, como Mona Hatoum (Líbano, 1952), Zineb Sedira (Argélia, 1963), Ghada Amer (Egito, 1963), Rula Halawani (Palestina, 1964), Ahlam Shibli (Palestina, 1970), Amal Kenawy (Egito, 1974) e Leila Alaoui (Marrocos).

A mostra, além de exibir imagens das mulheres usando roupas ocidentais, como biquínis de praia, apresenta também algumas delas nos ambientes de trabalho que no mundo árabe só são permitidos para os homens. Mais de uma centena de fotografias compreendem o período entre 1990 e 2015, demonstrando a grande perda das mulheres muçulmanas após as mudanças culturais e sociais que as novas tecnologias trouxeram nesses tempos.

Em entrevista divulgada hoje nos jornais europeus, o diretor do IVAM, José Miguel G. Cortês, disse que "as mulheres árabes não são o objeto dessa mostra, mas sim o sujeito e figura principal". Há fotos, vídeos, instalações e livros que abordam a luta feminina no mundo islâmico. A exposição vai até 28 de janeiro de 2018.





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97