BLOG DO ALEX MEDEIROS

03/10/2016
O paradoxo de Amanda

A vereadora Amanda Gurgel (PSTU) obteve mais de 8 mil votos em Natal, conseguindo a segunda maior votação da capital atrás apenas do colega de legislatura Raniere Barbosa (PDT), que conquistou mais de 10 mil.

Campeã de votos da história da Câmara Municipal em 2012, quando amealhou mais de 30 mil votos dos natalenses, após tornar-se fenômeno das redes sociais e aparecer no auditório do Faustão, a professora não conseguiu manter o mandato.

Como os demais candidatos a vereador do PSTU não conseguiram somar com ela a quantidade mínima de votos para atingir o quociente eleitoral - em torno de 11 mil votos, Amanda sai da campanha com uma expressiva votação, mas não seguirá como vereadora.

O quociente eleitoral visa favorecer a questão da proporcionalidade partidária e, por conseguinte, a representatividade, um aspecto historicamente priorizado e defendido pelos partidos e tendências de esquerda no combate à personalização da eleição.

Partidos socialistas e comunistas, como o de Amanda Gurgel, sempre foram contra o eleitorado depositar sua confiança num candidato, numa pessoa. Chamam isso de "fulanização" da política. Pregam como redenção do voto errado o interesse maior dos eleitores pelas propostas das legendas.

Eu, particularmente, desde quando na juventude percebi os equívocos e intolerância das esquerdas, passei a defender o voto no candidato. Melhor votar na estampa humana, que a gente conhece, do que na bandeira de um partido, que escamoteia na prática o que prega em teoria.

Voto em gente, não em agremiação. Deixo isso para o âmbito do futebol, onde o coletivo é necessário para o sucesso do grupo. Sou a favor da escolha que os gurus e militantes marxistas chamam de formato burguês no sufrágio universal. Exatamente a maneira que agora poderia ter favorecido Amanda Gurgel.

Por exemplo, o vereador do PT, Fernando Lucena, que obteve pouco mais de 2 mil votos, só voltará à Câmara porque sua companheira de partido, Natália Bonavides, disparou o quociente para o partido eleger dois nomes.

Vamos chamar então a derrota da professora do PSTU de ironia ideológica





01/10/2016
A onda zumbi também em Natal

Os leitores já devem ter visto as chamadas marchas zombie que ocorrem em diversas cidades do planeta, onde multidões de jovens se divertem nas ruas fantasiados e maqueados de zumbis.

No Brasil, o evento mais relevante é o de São Paulo, que anualmente reúne milhares de zumbis caminhando em suas famosas avenidas. E agora a onda vai chegar em Natal com o evento "Zombie Walk Natal", que já tem página no Facebook.

Não existe ainda uma data definida na página, mas os fãs do universo zumbi começam a curtir e a confirmar presença. Nas informações postadas até agora, uma chamada para quem gosta também de rock 'n' roll, filmes trash, games, música eletrônica, games e circuito underground.

Busque Zombie Walk Natal no Facebook e saiba mais.





01/10/2016
O final de The Walking Dead

Uma das séries de TV de maior sucesso na história, "The Walking Dead" tem se destacado também pelo fato do roteiro televisivo muitas vezes estarem desvinculados das versões nas revistas em quadrinhos.

E ao que tudo indica, o tão esperado desfecho - os capítulos derradeiros do seriado - seguirá o mesmo padrão de desconexão com os chamados comics, pelo menos é o que revelou Robert Kirkman, criador do universo zumbi, em entrevista ao canal AMC.

Kirkman, que iniciou sua trama sobre um mundo apocalíptico na superfície de papel das revistinhas antes de levá-la à televisão, confessou que espera que ao final da série na TV a aventura prossiga nos quadrinhos. O que não deixa de ser um alento aos fãs.

Indagado de como seria o final, ele respondeu: "sei como quero que acabe, mas sei também que não posso contar a ninguém porque não quero que a série termine antes das revistas". Mas ele deixou escapar que "The Walking Dead" prosseguirá no papel.

Enquanto os fãs aguardam o final e seu criador vive o conflito entre TV e HQ, o co-criador da obra, Frank Darabont, entrou com uma ação judicial contra o canal AMC, a rede que transmite originalmente a série, cobrando participação nos grandiosos benefícios que "The Walking Dead" promoveu.

A pendenga existe desde a segunda temporada e Darabont quer uma indeninzação de US$ 280 milhões. A AMC, por sua parte, segue contestando com um batalhão de advogados. Uma luta quase sangrenta como os capítulos do seriado que está chegando ao fim.





30/09/2016
Lei oficializa Outubro Rosa

A partir de amanhã começa oficialmente mais uma edição do Outubro Rosa, um mês de atividades voltadas à conscientização das mulheres para os cuidados com a saúde. No Rio Grande do Norte, o período faz parte do calendário oficial do Estado através de lei de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

"O Outubro Rosa é uma iniciativa vitoriosa e agora o Rio Grande do Norte tem a institucionalização do movimento em seu calendário de eventos sinalizando que aqui se prega a sensibilização das mulheres para que realizem os exames necessários à prevenção do câncer de mama", comemora Ezequiel Ferreira, autor do projeto.

Estar no calendário oficial de ventos do Estado permite que o Governo faça ações relativas a data. Não ficando somente nas ações de voluntário de ONGs. E reforça a luta pela causa tão nobre para a saúde da mulher. Para marcar a campanha a Assembleia Legislativa vai promover, no dia 10 de outubro, uma sessão solene alusiva à causa. Antes disso, na próxima terça-feira (4), o presidente da Casa Legislativa receberá visita de representantes do Grupo Reviver.

No Rio Grande do Norte, o câncer de mama mata 200 mulheres por ano, principalmente por falta de diagnóstico precoce. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é o segundo tipo mais frequente de no mundo o que mais leva mulher à morte no Brasil.

O movimento Outubro Rosa começou nos Estados Unidos. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer e estimula a participação da população, empresas e entidades. A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao movimento foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo, em outubro de 2002.





29/09/2016
Novos filme e livro de Dan Brown

Enquanto circula o primeiro trailer do filme Inferno, inspirado no livro de Dan Brown, onde o protagonista Robert Langdon é interpretado por Tom Hanks, a editora Planeta já anuncia o próximo romance do escritor, com lançamento em 26 de setembro de 2017.

Vem aí "Origem", que será lançado simultaneamente nos EUA, América Latina, Europa e Canadá, segundo informação da editora à imprensa. Na nova aventura do professor de Havard especialista em simbologia, o autor volta a juntar ciência com religião, história com arte e enigmas com arquitetura.

Dessa vez, Langdon viverá uma longa encruzilhada que o levará ao surpreendente descobrimento das respostas para algumas das grandes perguntas da humanidade.

Dan Brown já vendeu mais de 200 milhões de livros, co tradução para 56 idiomas.





29/09/2016
As obras que inspiraram David Bowie

A casa de leilões Sotheby's de Nova York exibe desde terça-feira, 27, as peças de artes mais representativas da coleção privada do saudoso roqueiro David Bowie, um universo pictórico que inspirou sua própria obra musical.

O material que soma 380 peças de artes plásticas, audiovisual e moda será leiloado nos dias 10 e 11 de novembro na sede da loja em Londres e conta com obras de nomes como Damien Hirst, Jean Michel Basquiat e Frank Auerbach.

A expectativa dos organizadores é arrecadar entre 10 e 15 milhões de euros, mas há setores da imprensa que já especulam um valor muito acima. Durante toda sua vida, Bowie acumulou obras de arte e fez uso delas para compor suas canções e criar seu estilo estético.

"A arte é, honestamente, a única coisa que eu sempre quis possuir na vida. Tem sido para mim um alimento. Me faz sentir-se diferente nas manhãs, me faz mudar muitas coisa sobre o que estou pensando", disse David Bowie numa entrevista ao The New York Times em 1998.

Desde seus videoclips, capas de discos, passando pelo vestuário e maquiagem, essa arte esteve sempre presente no trabalho do músico, e agora poderá exibir sua magnitude histórica reunida no que está sendo chamado de
"Bowie Collector".

A coleção é repleta de arte expressionista inglesa, coisas da escola vienense, mas também obras africanas e abstratas. "Ele conheceu muitos artistas pelo mundo, gostava de falar com eles para entender melhor suas obras", disse Efe Simon Hucker, especialista em arte moderna do pós-Guerra.





27/09/2016
AL quer exames renais gratuitos

O grave problema da doença renal crônica que vem mobilizando especialistas em todo o mundo tem preocupado também o deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) que apresentou um projeto, aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, que prevê a realização de exames gratuitos para diagnóstico precoce das doenças renais. A medida dispõe sobre a obrigatoriedade de informação da estimativa da Taxa de Filtração Glomerular pelos laboratórios de análises clínicas públicos e privados no Estado.

"O projeto é de extrema importância, pois vai colaborar com a descoberta prematura de pacientes renais, podendo encaminhá-los a um profissional especializado e evitar a necessidade de hemodiálise", disse Getúlio Rêgo.

O deputado destaca que o projeto também resulta em economia aos cofres públicos. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, o ano de 2015 fechou com 20 milhões de pacientes renais crônicos e o gasto foi superior a R$ 2 bilhões. No Rio Grande do Norte, a estimativa é que existam 340 mil pacientes renais, destes, 2 mil estão em estado terminal.

Segundo o projeto, a não informação da estimativa da Taxa de Filtração Glomerular, acarretará em penalidades a serem aplicadas pela Vigilância Sanitária, quando o projeto for aprovado e estiver em vigor. Primeiro será feita uma advertência aos laboratórios e em caso de reincidência aplicação de multa no valor de R$ 500. "Essa nova informação por parte dos laboratórios não terá custo financeiro, basta apenas baixar um aplicativo, que está no próprio projeto de lei", destacou o deputado.





26/09/2016
O fenomenal Abbey Road

Num dia como hoje, no já distante 1969, era lançado o álbum dos Beatles "Abbey Road", nome retirado da rua de Londres aonde se localizava o estúdio homônimo. Produzido por George Martin, um dos tantos "quinto beatle", foi gravado entre fevereiro e agosto daquele ano, sendo o penúltimo LP da banda.

Apesar do clima descontraído durante as gravações - Martin diria anos depois que foi uma reunião alegre, talvez pelo fato dos quatro rapazes pensarem ser o último encontro em estúdio (esse dia aconteceria no começo de 1970 com o álbum Let it Be) - já havia um clima de separação nos Beatles.

Em abril de 1970, dias antes do lançamento oficial de Let it Be, uma entrevista de Paul McCartney anunciando um disco solo prenunciou o fim da banda. Mas nada disso impediu que o álbum "Abbey Road" se tornasse uma viagem do quarteto de volta à genialidade.

O disco foi sucesso de público e crítica, expondo um trabalho em que cada um dos componentes se superou em talento e técnica. Até Ringo, preconceituosamente posto de lado por fãs e analistas, deu um show de bateria e ainda emplacou uma canção própria, "Octopu's Garden".

Foi ali que George Harrison comprovou de uma vez por todas sua fantástica musicalidade, eternizando as composições "Something" e "Here Comes The Sun". E quando seguiu carreira solo ganhou uma anedota dos fãs: "Os Beatles eram uma banda formada por George Harrison e três caras".

John Lennon, imagine, talvez não esperasse que sua canção "Come Togheter" se tornaria um dos seus maiores clássicos e com uma popularidade espetacular. E Paul McCartney deitou e rolou no histórico vinil, compondo baladas como "Oh, Darling" e exibindo rebeldias em "Maxwell's Silver Hammer" e "You Never Give Me Your Money".

O álbum liderou as paradas britânicas durante 18 semanas, e quando foi lançado nos EUA, um mês depois, repetiu a dose ficando em primeiro lugar por 11 semanas. E a foto da sua capa é uma das imagens mais reproduzidas e copiadas do planeta. Foi clicada pelo fotógrafo freelancer Iain Macmillan no dia 8 de agosto de 1969. A sessão só durou 10 minutos.
Milhões de pessoas, fãs ou não dos Beatles, já visitaram a Abbey Road Street para se deixar fotografar na faixa de segurança, imitando a capa do disco. Apesar da ideia da imagem ter sido de McCartney, uma lenda urbana se formou em torno da fotografia sobre a sua suposta morte três anos antes, havendo, portanto, um clone em seu lugar.

Em Natal, o recente evento The Beatles Fest, realizado pelo site O Galo Informa, Bar Mormaço e SuperStars Promoções, utiliza a imagem do famoso álbum nas peças publicitárias. E a rua do bar adaptou uma faixa de segurança, onde já surgiram fãs dos Beatles tirando fotos.





25/09/2016
O olho gigante da China

A China anunciou hoje que colocou em operação o maior telescópio do mundo, acrescentando mais um passo na sua caminhada para superar os EUA nas pesquisas que buscam desvendar os segredos do Universo.

O telescópio de forma esférica (foto) mede 500 metros de abertura e vai ter nesse domingo sua "cerimônia de primeira luz", termo usado por cientistas para o dia em que os olhos do equipamento captam as primeiras imagens do espaço.

A inauguração ocorrerá após cinco anos de trabalhos que fazem do "Fast" (seu nome em inglês) o maior do planeta, superando o telescópio de Arecibo, em Porto Rico, que durante 53 anos ocupou o lugar de número um em tamanho.

Juntamente com outros aparatos tecnológicos complexos que o governo de Pequim planeja construir no futuro, o aparelho pretende atrair pesquisadores internacionais para a China.

Durante dez anos o governo chinês e seus cientistas estudaram mais de 400 locais para instalar o telescópio, até que se decidiram por uma região remota da província de Guizhou, cujas montanhas ao redor atuam como escudos contra interferências de radiofrequência.

O "Fast" cobre aproximadamente uma área de 30 campos de futebol e seu gigantesco olho cósmico de meio quilômetro de diâmetro conseguirá, certamente, realizar grandes contribuições para a compreensão humana da estrutura e da história do Universo.





25/09/2016
O equívoco petista

A visita de Lula a Natal terminou sendo um retrato do amadorismo que sempre esteve presente na trajetória do PT local em se tratando de eleições majoritárias para prefeito ou governador.

Diante de um quadro visível de rejeição do candidato Fernando Mineiro - e diga-se por contaminação do partido, já que nada há que desabone sua ficha pessoal - o PT decide organizar encontros e manifestações pela cidade com a pauta risível e inútil do "fora Temer".

Ora, qualquer moleque ginasiano sabe hoje que nada nem ninguém vai tirar Michel Temer do Planalto, a não ser a posse do futuro presidente em 1 de janeiro de 2019. Até um alienado político também sabe que os gritos de "fora Temer" não têm efeito sequer na Avenida Paulista, imagine em Natal.

O PT local perdeu uma grande oportunidade de explorar o carisma do seu maior e único líder nacional atrelando sua visita estritamente à candidatura de Mineiro, que precisa sair da margem de 6 pontos em que se atolou desde o começo da curta campanha.

A única palavra de ordem que interessa ao partido nesse instante é Mineiro, o resto é apenas perda de tempo e ingenuidade partidária que em nada ajuda a estimular a militância, que já anda um tanto raquítica nas passeatas.





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92