BLOG DO ALEX MEDEIROS

23/05/2016
O exemplo argentino

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, foi para Buenos Aires na primeira visita oficial ao governo Mauricio Macri.

Que traga exemplos, como as 24 mil demissões de militantes e seguidores da perua louca Cristina Kirchner.





21/05/2016
O famtour panfletário da cultura

O PT está se agarrando aos argumentos mais pueris e cínicos para vender ao distinto público que a "improba presidenta" Dilma Rousseff foi vítima de um golpe sinistro, engendrado por Temer, Eduardo Cunha e até o STF.

Depois que os EUA se colocaram contra a absurda tese em reunião da OEA, a militância tratou de não mais usar a solidariedade da ditadura comunista de Cuba e das republiquetas bolivarianas da Venezuela, Equador e Bolívia.

Com as tentativas de mobilização popular fracassadas (por duas vezes o MST, CUT e UNE geraram pífias aglomerações), as viúvas do impeachment foram chorar o sepultamento do Minc como megaestrutura de benesses artísticas.

"Como a turma do vermelho é a minoria da minoria, a estratégia petista é usar a transformação do Minc em Secretaria como pretexto para mobilizar os aliados do ambiente artístico, que acham chiquérrimo ser de esquerda".

As aspas acima são da colunista do Estadão Eliane Cantanhêde numa nota intitulada "O mundo pop do golpe". Foi mais fácil reunir País afora artistas e bichos-grilos, a partir das lamúrias de Caetano, Marieta e Sônia Braga, do que atrair a sociedade produtiva.

Depois de 13 anos de mamata, com milhares de militantes ocupando cargos comissionados e milhões de reais saindo do erário através do Minc para artistas engajadinhos, protestar voltou a ser uma prática chique dos petistas e seus simpatizantes.

Todo mundo chicobuarqueando como o próprio autor de "Cálice" e "Joga Pedra na Geni", no resgate da maneira PT de ser nos anos 1980. Estão voltando as flores, os chargistas esquerdistas, os escribas do contra, tudo no clima dos atuais blogueiros progressistas.

Com pouco tempo de governo Temer, é bem possível que os intelectuais petistas ressuscitem projetos como o Pasquim, teatro do oprimido e saiam pela periferia aplicando o método Paulo Freire de fabricar novos militantes, apesar do êxito em 30 anos de aparelhamento da área de Humanas na UFRN.

Sem respaldo internacional para vender o vitimismo do golpe, uma tropa de parlamentares do PT atravessou o Atlântico e foi curtir saudosismo da Revolução dos Cravos em Portugal, sem antes chamar o chororô nas ruas de Maio 16, numa alusão ridícula ao Maio 68 de Paris.

Ao voltar, a senadora Gleisi Hoffmann, saída de famosa obra de Nelson Rodrigues (saudade de Odete Lara e Lucélia Santos), disse que o afastamento de Dilma "está incomodando as relações internacionais do Brasil, está causando desconforto".

Uma mentirinha ordinária da bonitinha facilmente contestada na página do Twitter de um dos mais populares artistas do cinema e da TV, o inglês Finn Jones, da série Game of Thrones. O cara indagou para seus milhões de seguidores: "Por que ninguém está falando sobre o Brasil?".

O fato me lembrou da imprensa pacheca quando enaltece jogadores brasileiros na Europa, apesar do telespectador mais antenado saber que já não temos faz tempo um brasileiro protagonista em nenhum clube europeu. Em recentes listas de melhores, apenas Douglas Costa se sobressaiu.

Mas a senhora Hoffmann deu um jeito de contraditar a observação de Finn Jones. Subiu as tamancas na tribuna do Senado e citou dois colunistas de Lisboa que andam chateados com a mudança no Planalto. Pronto, é o mundo todo em compaixão com o PT.

Nos botecos do Centro & Ribeira e nos corredores da UFRN, macrocosmo geopolítico petista, onde bundões teimam em vomitar grandiosidade ética, seguem os protestos contra Temer, o temeroso. 

Ninguém duvide se não aparecer um publicitário, um marqueteiro, um jornalista que seja, desafiando o Michelzinho (o rebento de Temer e Marcela) com uma revolucionária logomarca para a campanha triunfal de Mineiro a prefeito de Natal.





20/05/2016
Os 180 anos da AL é destaque nacional

Presente à reunião anual da UNALE (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais), nos dias 1, 2 e 3 de junho, na cidade de Aracaju, em Sergipe, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte apresentará mais detalhes de sua história de 180 anos, contadas a partir do resgate cultural do Memorial da Casa.

Chefe do Setor de Memorial, a jornalista Bernadete Batista de Oliveira, apresentará no primeiro dia do evento, um vídeo institucional sobre a importância das mulheres no Parlamento, um material sobre o resgate e restauração de móveis e documentos, e um pouco do site do Memorial que será lançado na Assembleia nos próximos dias. “O site terá ainda mais informações do que o que está exposto no Memorial”, disse Bernadete, que levou anos para reunir documentos, fotos e materiais, e concretizar o projeto do Memorial da Assembleia Legislativa.

“Hoje é uma leveza, mas antes era uma carga muito grande de informações de muitos anos. Botei pra fora esse sentimento, eu digo que saí de mim para encontrar os outros”, define Bernadete, que conta com uma equipe multidisciplinar para traduzir em história os 180 anos do legislativo potiguar. A chefe do Memorial da ALRN é vice-presidente da Associação Nacional de Gestores de Documentos dos Legislativos Estaduais, Municipais e do Distrito Federal, criada em 31 de maio de 2012, durante a reunião da UNALE que teve Natal como sede.

A função da Associação é estabelecer normas e procedimentos sobre Gestão Documental no âmbito dos poderes legislativos, visando a modernização do processo de documentação. A AGEDOC é presidida pela representante do setor na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Cynthia Barreto.





19/05/2016
Ondas gigantes em Marte

O planeta Marte teve no passado gigantescos tsunamis que provocaram ondas de até 120 metros de altura. O fenômeno ocorreu há 3,4 milhões de anos, quando boa parte do norte do planeta vermelho estava coberta por um grande oceano.

Assim sugere uma equipe de cientistas liderada por pesquisadores espanhóis em um artigo publicado na revista Nature Scientifc Reports. Só para comparar, o tsunami que arrasou a costa do Japão em março de 2011 gerou ondas de até 39 metros.

A conclusão foi possível após estudos das características geológicas das planícies a partir de dados altimétricos e imagens de alta resolução por sondas da NASA que orbitaram Marte nos últimos anos.

Os impactos de dois asteroides formaram no solo marinho do planeta crateras de até 30 quilômetros de diâmetro, deixando em seu rastro grandes extensões de depósitos caóticos e canais escavados no solo com a inundação.

As pedras espaciais que causaram os grandes tsunamis marcianos deveriam ser menores que o asteroide que supostamente atingiu a Terra e dizimou os dinossauros e muitas outras espécies terrestres, gerando a enorme cratera de Chicxulub, no México.

"Temos evidências da presença de oceanos em Marte em diferentes épocas, apesar de ainda não estar claro sua continuidade durante todo o tempo. O último grande oceano desapareceu faz uns 3 milhões de anos", disse um dos autores do estudo publicado.





19/05/2016
Futebol salvando junho

Não sei o que seria do meu saco e da minha paciência durante os meses de junho se não fosse o futebol.

Ainda bem que a Eurocopa e a Copa América ocuparão meu tempo e estarão ao vivo em diversos canais de TV com seus jogos a abafar - pelo menos para mim - a zoada da breguice das festas juninas.

Ontem, quando vi o filme produzido pela TV Globo, onde um cantorzinho de jingle publicitário tenta imitar a voz de Luiz Gonzaga, quase vomitei de asco. Desde a juventude adquiri anticorpos contra quadrilhas, fogueiras e forró.

Tenho um metabolismo diferente da maioria dos conterrâneos nordestinos. Na minha corrente sanguínea, corre um líquido ácido e fumegante que me afastou das festinhas de São João e me jogou para sempre nos inferninhos do rock 'n' roll.

Como sempre faço, passarei o mês de junho enfiado em casa ou num bar com TV para curtir as seleções de futebol da Europa e das Américas. E entre um jogo e outro vou botar pra tocar os velhos discos em vinil do som endiabrado e antítese do forró.





18/05/2016
Os craques latinos na Europa

O diário esportivo AS, um dos mais lidos da Espanha, escalou e publicou ontem a seleção da temporada com os melhores jogadores latinos que atuam na Europa.

Do Brasil, apenas o lateral esquerdo Marcelo e o meia-atacante Douglas Costa tiveram lugar no time titular.

Neymar, que apesar de um bom começo de temporada não conseguiu ficar entre os 10 maiores artilheiros do continente, não foi escalado pelo diário. 

Veja como ficou a seleção latina na Europa:

Goleiro: Keylor Navas (Real Madrid)

Defesa: Godín (Atlético de Madrid), Wes Morgan (Leicester) e Marcelo (Real Madrid)

Meio-campo: Arturo Vidal (Bayern de Munique), Di Maria (PSG), Paulo Dybala (Juventus) e Douglas Costa (Bayern de Munique)

Ataque: Lionel Messi (Barcelona), Higuaín (Napoli) e Luis Suárez (Barcelona).





18/05/2016
Paella terá emoticon na Internet

A paella, iguaria tradicional da Espanha e um dos pratos mais populares do mundo, vai ganhar uma imagem própria para aplicação de emoticons em redes sociais, a partir de um icon (emoji) especial no WhatsApp.

O desenho virtual terá todos os ingredientes típicos da receita original da chamada paella valenciana e foi feito após decisão do Unicode, um consórcio formado por membros da Apple, Google, Microsoft, IBM e Adobe.

Já a partir de junho se firmará a inclusão oficial da paella na lista dos 72 novos emojis do ano. Só falta o processo tecnológico para que o pequeno desenho se adapte aos requisitos técnicos da linguagem Unicode e seja atualizado nos celulares e outras plataformas.

A iniciativa de incluir a paella entre os famosos ícons da Web começou em dezembro de 2014 e tinha como motivo maior fazer justiça a um dos pratos mais conhecidos do mundo, uma marca espanhola e um pilar fundamental da cultura da região de Valência.

Uma campanha liderada nas redes sociais pela indústria de arroz La Fallera, pelo jornalista Eugeni Alemany e pelo chef de cozinha José Andrés ganhou força popular, até que chegou na mesa do diretor executivo da Apple, Tim Cook, que tratou de abrir as portas da Unicode no Vale do Silício.

A ideia logo ganhou também o apoio do japonês Shigetaka Kurita, o criador dos emojis em 1998. Foi ele quem primeiro defendeu que o desenho contemplasse os ingredientes da paella originária da região valenciana.


A paella tradicional de Valência não comporta frutos do mar, como vemos quase diariamente em restaurantes brasileiros. É feita com galinha, coelho e muita verdura, tais como alcachofras, ervilhas, vagens, tomates, pimentões, açafrão e muito azeite extra-virgem.





18/05/2016
Novo terremoto sacode o Equador

Um terremoto de magnitude 6,7 graus na escala Richter atingiu hoje o Equador.

Segundo sismógrafos instalados nos Estados Unidos, o epicentro foi a 36 milhas ao sul da cidade de Esmeraldas, a uma profundidade de 10 km.

Em princípio, não era esperado um tsunami no Pacífico, pelo menos com poder destrutivo como alguns que já ocorreram no passado, em um comunicado autoridades científicas.

Em abril, um terremoto de magnitude 7,8 graus atingiu o país em um dos piores desastres do Equador nos últimos setenta anos, matando mais de 650 pessoas e ferindo em torno de 16.600.





17/05/2016
Mais espaço no Twitter

A rede social do blue bird está preparando mais uma inovação para agradar seus milhões de usuários. Segundo o site da Bloomberg, as fotografias e links inseridos nas mensagens não serão mais considerados na contagem do limite de 140 caracteres.

Sem dúvida, uma iniciativa que agrada onze de cada dez twiteiros.





17/05/2016
Do ativismo político ao pornô

A atriz Susan Sarandon, famosa não apenas por seus filmes, mas também pelo ativismo político que se dedica desde os anos 1960, disse ao jornal inglês The Times que poderia se dedicar a dirigir filmes pornôs durante a aposentadoria.

A declaração surpreendente foi quando ela pisou o tapete vermelho do Festival de Cannes, na companhia da também atriz Geena Davis, sua parceira na clássica comédia Thelma & Louise, de 1991.

Aos 69 anos, Sarandon sempre esteve ligada às lutas políticas e ideológicas do movimento feminista e até hoje faz palestras sobre sexualidade feminina. Há pouco tempo se envolveu numa polêmica com Piers Morgan, o renomado ex-editor do Daily Mirror e hoje jurado do reality "America's Got Talent".

Ao ser criticada por Morgan pela roupa que usou no programa da TV (chamou de brega e imprópria), a atriz postou uma foto no Tweet vestindo apenas um sutiã e ofereceu ao jornalista. O sutiã foi a grande marca das passeatas feministas dos anos 1960.

Susan afirmou que poderá dirigir filmes pornôs ao se aposentar para tirar das produções o tom brutal do sexo, que ela entende como uma visão do mundo masculino. Quer dotar a cinematografia sexual com um tom mais feminino, destacando o prazer das mulheres.





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92