História

15/05/2017 00:00:00
Primeiro ministro francês é conservador

Macron nomeia um deputado republicano para ajudar na formação da bancada legistlativa do novo governo.

O novo presidente da França, Emmanuel Macron, nomeou hoje como primeiro ministro do país Édouard Philippe, até então um deputado da Assembleia Nacional pelo partido conservador Republicanos e prefeito da cidade portuária de La Havre.

Philippe, de 46 anos, é conhecido por ter sido durante anos um dos mais próximos colaboradores do ex primeiro ministro Alain Juppé, que em declaração à imprensa disse que "Philippe é um homem de grande qualidade para a missão difícil que lhe encomendou o presidente, é um deputado que conhece bem os meandros da vida parlamentar".

Sua escolha é vista como um intento de Macron em atrair o apoio de outros membros das fileiras conservadoras para forjar uma maioria parlamentar que dê sustentação ao seu projeto político após as eleições legislativas de 11 e 18 de junho.

Desde sua vitória na eleição de 7 de maio como o presidente mais jovem da França, a imprensa galesa havia feito diversas especulações sobre quem seria o novo primeiro ministro. Macron havia negado revelar o nome antes da sua posse, realizada neste domingo, 14.

Quem anunciou foi Alexis Kohler, novo secretário geral do Palácio do Eliseu, horas antes da viagem de Macron à Alemanha para o primeiro compromisso político internacional com a chanceler Angela Merkel. O principal papel de Édouard Phillipe nas próximas semanas é por em prática as prioridades do chefe de Estado, buscando a maioria parlamentar nas eleições legislativas.

   


Comentários