Quadrinhos

23/05/2016 22:36:49
O Recruta Zero

Personagem de Mort Walker foi sucesso editorial com galeria de tipos inesquecíveis 

 

Personagem de quadrinhos e desenho animado criado por Mort Walker em 1950, o Recruta Zero (Beetle Bailey no original) era lotado no quartel Camp Swampy. Sempre cultivando sua preguiça e bom-humor, Zero é implacavelmente perseguido pelo adiposo e volátil Sargento Tainha, que não admite nenhuma insubordinação. Ainda assim, Beetle Bailey sempre dá um jeito de escapar da labuta. Seu lema de vida é: "Never let to tomorrow what you can do the day after tomorrow" ("Nunca deixe para amanhã o que você pode fazer depois de amanhã"). Outro de seus famosos aforismos é: It´s funny how time flies when we are goofing off ("É engraçado como o tempo voa quando a gente está de folga").

No Brasil, a tirinha é editada em vários jornais. Dentre eles: O Estado de S. Paulo (que edita a tirinha desde 1991), O Globo, Zero Hora, A Tarde, O Estado de Minas, A Gazeta (Vitória - ES), Diário de Pernambuco, Jornal de Brasília e Diário do Nordeste. Também é editada em livros de bolso pela Editora L&PM, de Porto Alegre. A revista do Recruta Zero foi publicada durante os anos 1960, 70 e 80 pela Rio Gráfica Editora, que adquiriu e tomou o nome da Editora Globo. Também foi publicada pela Editora Saber, sob o título Zé, o Soldado Raso entre 1970 e 1973.

Na revista houve muitas adaptações para o público brasileiro, feitas por artistas brasileiros, como os jornais Folha Oficial e Jornal do Batalhão, o primeiro, órgão oficial do quartel e o segundo um jornal feito pelos soldados com o slogan "a verdade, doa a quem doer", sempre com muita ironia sobre os acontecimentos do quartel. Foi relançado pela editora Saber, em edições com formato diferente da publicações da Globo, Abril, Nova Sampa, Mythos Editora, Opera Graphica (que publicou em três formatos distintos: em formatinho nas coleções King Komix de 2001, no ano seguinte na coleção Opera King em formato próximo ao formato italiano (16 x 23 cm) e em preto e branco e em 2006 num álbum de luxo.

Em 2010, o desenhista italiano radicado no Brasil Primaggio Mantovi participou ao lado do jornalista Gonçalo Junior e o também desenhista e pesquisador Álvaro de Moya do evento "Recruta Zero 60 Anos", realizado no SESC Vila Mariana, Mantovi foi um dos artistas que produziram quadrinhos exclusivos para o mercado brasileiro. Em 2011, um novo álbum foi publicado pela Editorial Kalaco (editora criada pelo editor Franco de Rosa, um dos fundadores da Opera Gráphica).

Em 2012 foi lançada uma nova revista mensal em formatinho pelo selo Pixel Media, da Ediouro Publicações, além das tiras do Recruta Zero, são também Hagar, o Horrível de Dik Browne, Zezé & Cia entre outras criações de Walker e Browne.

   


Comentários