Cotidiano

08/11/2015 04:16:05
Ponto para a Nintendo!

Mito dos videogames, Donkey Kong Country fez a cabeça de toda uma geração de gamers apaixonados pelas estripulias do gorilão

 
Sensação dos consoles de videogame na primeira metade dos Anos 1990, Donkey Kong Country tornou-se um êxito imediato da Indústria de Games não apenas no Japão. O jogo foi lançado para plataforma 2D desenvolvida pela Rare em 1994, e após uma intensa campanha publicitária, a versão original para SNES vendeu mais de 9 milhões de cópias, fazendo deste o segundo jogo mais bem vendido para a plataforma. Este foi o primeiro jogo a não ser produzido nem dirigido por Shigeru Miyamoto, o criador do personagem; em vez disso, Tim Stamper assumiu o projeto, embora Miyamoto ainda estivesse envolvido. O jogo foi posteriormente adaptado para o Game Boy Color em 2000, Game Boy Advance em 2003, e disponibilizado no Virtual Console em 2006.
 
O objetivo de Donkey Kong Country é passar por 40 fases diferentes (41 na versão para Game Boy Color) e recuperar as bananas dos Kongs, que foram roubadas pelos Kremlings. Cada fase possui um tema único e consiste em variadas tarefas como nadar, correr em vagonetas, se lançar em canhões, ou se agitar entre cipós. O jogador perde uma vida se é atingido por um inimigo ou cai em um abismo. Para derrotar um inimigo, o jogador pode rolar e saltar sobre ele, ou mesmo bater no chão (um movimento reservado apenas a Donkey Kong). Porém, alguns inimigos não são derrotados dessa maneira, exigindo que o jogador arremesse um barril ou use a ajuda de um animal.
 
Os inimigos variam em grau de dificuldade, tipicamente se tornando mais complicados conforme o jogo avança. O jogo termina quando o jogador tiver perdido todas as suas vidas. É possível, porém, obter mais vidas colecionando itens distribuídos no decorrer das fases, tais como bananas, letras K-O-N-G, balões de vida extra e moedas-animais douradas que abrem caminho a fases de bônus. Há também várias passagens secretas que levam a mini-jogos, onde o jogador pode ganhar vidas adicionais ou outros itens.

       


Comentários