BLOG DO ALEX MEDEIROS

30/12/2017
O feminismo pop da Catalina

Ela é um fenômeno nas redes sociais e é conhecida como Catalinapordios, um neologismo untando palavras que ouvia quando menina na casa dos pais nos instantes em que quebrava padrões, subia em árvores ou interrompia conversas de adultos.

"Se eu tivesse nascido homem, me diriam 'Catalino, que legal', 'Catalino, que coragem', mas como era uma garotinha, só me diziam ‘Catalina por Deus'", diz a hoje feminista colombiana radicada no México, Catalina Ruiz Navarro.

Aos 35 anos, ela vem revolucionando aas redes com seu feminismo pop latinoamericano onde a força do discurso está nos vídeos curtos e bem humorados que exploram novas ideias e debates feministas, sem perder o foco da violência e discriminação que sofrem as mulheres.

Numa entrevista que repercutiu em jornais do México, Colômbia, Chile, Argentina e Espanha, Catalina conta como e porquê se fez feminista, e faz uma reflexão sobre as agressões machistas nas redes sociais, em que ela reage com sarcasmo e bom humor, conseguindo com isso envolver milhares de mulheres na mesma maneira de reagir.

"Há um prazer em odiar as feministas na Internet, porque pessoas como eu estão transgredindo em dobro o olhar machista nas redes. Porque quando uma mulher, uma jornalista, uma blogueira, estão postando receitas gastronômicas ou dicas de moda, ninguém trola, mas tratar de direitos e avanços femininos transgride", diz.

Catalina mescla a fina capacidade cômica com a profundida acadêmica de uma formação em antropologia e um curso rápido de filosofia, uma mistura que espanta machos menos avisados.

Disse que abdicou da vida acadêmica para usar o jornalismo como uma interação direta com as mulheres, uma forma de ter incidência e audiência no contexto feminista. É colunista semanal nos jornais El Espectador e El Heraldo (Colômbia), Vice (México) e Univision (EUA). Em janeiro lançará uma editora e uma revista digital chamada Vulcânica.

Acesse o site 
www.catalinapordios.com e procure Catalina no Twitter, Instagram e Facebook, usando o mesmo título.