BLOG DO ALEX MEDEIROS

31/01/2019
O cinismo do PCdoB

O comunismo cartorial do PCdoB segue com a velha retórica do esquerdismo de resultados, uma marca da legenda em todo o Brasil, principalmente depois de ter virado satélite eleitoral do PT.

A distância entre intenção e gesto dos órfãos de João Amazonas sempre se encurta na velha retórica de dois discursos: um de oposição aos partidos chamados burgueses e outro de apego às conveniências dos cargos e penduricalhos públicos.

Agora mesmo, o PCdoB está numa disposição cívica de apoiar o deputado Rodrigo Maia na reeleição à presidência da Câmara Federal. É o apoio ao DEM, partido que sempre esteve na mira das críticas dos comunistas, principalmente aqui no RN.

O partido de José Agripino sempre foi alvo da verborragia da militância do PCdoB local, durante várias eleições em que a legenda vermelha atuou em aliança com o PT de Fátima Bezerra, que hoje é governadora e tem como vice o líder do cartório do PCdoB no RN, procurador Antenor Roberto.

O cinismo e o oportunismo na eleição da Câmara Federal são marcas profundas no esquerdismo nacional e provinciano.