BLOG DO ALEX MEDEIROS

02/04/2019
A maldição de Matrix

No final de março fez 20 anos do lançamento nos EUA de uma das melhores e cultuadas sagas de ficção científica do cinema. No Brasil, o vigésimo aniversário será no próximo dia 8. O primeiro filme Matrix, criação dos irmãos Larry e Andy Wachowski, foi lançado em 1999, com sequências em 2003.

Além de extremamente bem-sucedida financeiramente, a saga também conquistou público e crítica, tendo a primeira aventura recebido nada menos do que quatro estatuetas do Oscar, nas categorias de melhores efeitos visuais, sonorização, edição e edição de som. Um big sucesso.

Mas se pelo lado puramente cinematográfico a trilogia arrebentou nas bilheterias e acumulou milhões de fãs pelo mundo afora, pelo aspecto da sorte e do bem-estar de alguns dos seus protagonistas ocorreu uma espécie de mundo paralelo em que o inferno astral desceu sobre eles.

A começar pelo principal nome do elenco, o herói central interpretado pelo ator Keanu Reeves, que após Matrix só aumentou seu estrelato no céu de Hollywood. Mas no plano pessoal, as coisas não foram nada bem para o cara que encarnou Neo. Uma tragédia se abateu meses após a estreia.

Reeves e sua então namorada, a atriz Jennifer Syme, estavam aguardando a chegada de um bebê, uma menina, a quem colocariam o nome de Ava. Um parto prematuro e complicado fez o bebê sair do útero morto, deixando mãe e pai num terrível quadro de depressão que provocou a separação.

Dois anos depois, Keanu e Jennifer iniciaram uma tentativa de restabelecer laços e trabalharem a perda juntos. Mas ela perdeu o controle do carro ao voltar de uma festa na casa da cantora Marilyn Manson, amiga do casal. Syme morreu no local e dias depois uma irmã de Reeves teve leucemia.

Após tudo isso, as finanças do ator despencaram, surgiram fraudes fiscais e até boatos de sua morte ganharam força. Quando ele e elenco começaram a filmar o segundo filme, Matrix Reloaded, os produtores contrataram a jovem cantora Aaliyah, que disputou o Oscar pelo tema do filme Anastasia.

A garota de 22 anos iria interpretar a personagem Zee, uma filha da cidade fictícia de Sion que iria ajudar os protagonistas na guerra contra as máquinas. Mas em agosto de 2001, quando retornava das Bahamas, o avião que trazia Aaliyah caiu e terminou com seu promissor talento.

Curiosamente, ela foi substituída no filme pela jovem atriz Nona Gaye, filha do famoso e saudoso cantor de soul Marvin Gaye, que era um dos maiores ídolos de Aaliyah, que em 1996 havia feito uma primorosa gravação de Got To Give It Up, sucesso dele em 1977 cuja tradução é "tenho que desistir".

O infortúnio, ou maldição da Matrix, afetou também outros artistas da saga. Gloria Foster, que interpretou Oráculo, morreu de diabetes durante as gravações do segundo filme, sendo substituída no terceiro pela atriz Mary Alice. E Jada Pinkett, mulher de Will Smith, que fazia a personagem Niobe, contraiu uma doença nunca diagnosticada que a fez perder os cabelos.

Por fim, o fato mais lembrado pelos fãs da trilogia, foi sem dúvida a condição trans dos irmãos Wachowski. Em 2008, Larry decidiu por uma cirurgia de mudança de sexo e foi imitado por Andy em 2016. Hoje, são as irmãs Wachowski, o primeiro agora se chama Lana e o segundo Lily.