BLOG DO ALEX MEDEIROS

01/07/2019
Palácio de 3,4 mil anos surge no Iraque

A seca que assola a região do Kurdistão revelou um palácio da Idade do Bronze na margem oriental do rio Tigre, no Iraque. As ruínas de 3.400 anos surgiram no reservatório da Represa de Mosul, onde uma equipe de arqueólogos curdos-alemães trabalha há meses.

Os pesquisadores afirmaram ser o palácio de Kemane - ele foi nomeado por sua localização - na época do Império Mittani, que dominou grande parte do norte da Mesopotâmia e da Síria do século XV ao século XIV aC.

Este é um dos períodos menos estudado do antigo Oriente Médio, por isso espera-se que as escavações sendo realizadas contribua para lançar luz sobre a política, a economia e a história daquele tempo.

Em um comunicado, os arqueólogos, liderados pelo Dr. Hasan Ahmed Qasim (Organização Arqueologia do Kurdistão) e Dr. Ivana Puljiz (Universidade de Tübingen) explicaram que esta é uma das mais importantes descobertas na região das últimas décadas.