BLOG DO ALEX MEDEIROS

10/07/2019
Risos de terror

As empresas de serviços de streaming são incríveis fontes de viagens lúdicas, verdadeiras estações de lazer e entretenimento. Tenho viajado no mundo do presente pela poderosa Netflix e também mergulho no passado na magia da genuína potiguar Oldflix.

O YouTube já havia me permitido o acesso a clássicos perdidos do cinema francês e do rock argentino dos anos 1960/1970, bem como a estimular curiosidade nas velhas novelas brasileiras das extintas TVs Tupi, Record e Excelsior.

Tanto pela Netflix quanto pela Prime Vídeo foi possível conhecer um pouco da cinematografia de países como Coreia do Sul (com suas séries inseridas na badalada K-Pop), Inglaterra (e suas produções premiadíssimas) e Espanha (um show de bons roteiros).

Ontem, venci uma rejeição com ares de preconceito e viajei para Bollywood, a indústria do cinema indiano, que de tanta popularidade ganhou o termo na mistura de Bombaim com Hollywood. Assisti num fôlego só, sem direito a uma idazinha na cozinha para o café, o filme "Stree".

Um puta argumento com excelente roteiro e boas tomadas dignas dos grandes diretores. O filme é uma comédia de terror, ou um terror hilário, dirigido por Amar Kaushik, um cara que dez anos atrás era só um auxiliar e aí ganhou destaque no festival de Toronto, Canadá.

Numa pequena e pobre cidade da Índia, envolta em dogmas e costumes religiosos, um jovem alfaiate goza de popularidade por seus dotes quase mágicos no ofício herdado do pai. No local há uma maldição que atrai uma moça sobrenatural que sequestra homens.

Durante os festejos santos do lugar, é preciso ter nas paredes o apelo "Moça volte amanhã", levando a figura mortífera a sempre adiar o sequestro. Mas é preciso também que os mancebos não andem sozinhos durante as noites. O alfaiate é o único que não teme a assombração, até se apaixonar por ela.

A produção já valeria a pena só pela aparição da personagem misteriosa que mexe com o coração e as suspeitas do rapaz costureiro. Interpretada pela linda atriz (bote bela nisso, uma gatosa) Shraddha Kapoor, a jovem chega na cidade e só aparece para ele, Vicky (personagem de Raikummar Rao).

Entre paixão e desejos do moço, a moça é sempre uma visão de suspense, só surge repentinamente, faz pedidos estranhos além de uma saia, e some sem aviso e vestígio. Depois de alguns jovens sequestrados, ambos acabam envolvidos no mistério até que a maldição tenha fim. Ou não.

A produção do filme "Stree" é de 2018. Um instigante produto em idioma hindi com um bom tempero de riso e suspense. Bollywood pouco devendo a Hollywood. Confiram na Netflix. E não percam uma viagem no tempo na Oldflix, streaming com sotaque potiguar.