BLOG DO ALEX MEDEIROS

10/11/2017
Caetano quer proibir hashtag no Twitter

O compositor baiano Caetano Veloso, ícone da MPB e da geração 68 que bradou por liberdade ao som da sua canção "É proibido proibir", segue em busca de processar aqueles que o acusam de pedofilia retroativa.

Seus advogados acabam de identificar o escritor e colunista Fernando Morgenstern como autor da hashtag #caetanopedofilo postada no Twitter e que ficou dias entre as mais citadas na rede do blue bird.

Caetano quer também que o Twitter apague as milhares de citações postadas por twiteiros de todo o País e até do exterior. Há também uma ação contra o MBL (movimento brasil livre) e o ator Alexandre Frota.

Independente do polêmico debate virtual entre direitistas e esquerdistas sobre o caso da relação sexual entre Caetano, quando tinha 40 anos, e Paula Lavigne, quando tinha 13, já está gerando expectativa qual vai ser a interpretação do juiz da questão, já que no Artigo 217,A do Código Penal é considerado "estupro de vulnerável" a relação sexual de um adultor com menores de 14 anos.